TO e MA separados pelo medo; Decreto de Flávio Dino suspende transporte interestadual

Maranhão teve 2º caso de Covid-19 confirmado neste sábado, (21)

0

O Governo do Maranhão segue adotando um conjunto de ações para prevenir e combater o coronavírus (COVID-19). Uma das medidas tomadas foi o decreto de Estado de Calamidade Pública, editado na última quinta-feira (19), que inclui a suspensão do transporte interestadual de passageiros via ônibus e similares), a partir deste sábado (21).

Foram fechadas as barreiras. Dois estados separados pelo medo em meio à pandemia de Coronavírus no Brasil. Em uma medida drástica e de proteção contra a epidemia que se alastra em vários locais do País e do Mundo, o Governo do Maranhão fechou a divisa do Estado com o Tocantins.


O Maranhão teve o primeiro caso de Coronavírus (Covid-19) confirmado nesta sexta-feira, 20, e o segundo caso também foi confirmado neste sábado, (21) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-MA).

Uma grande aglomeração está se formando em Aguiarnópolis, região norte do Tocantins, neste sábado 21. Isso porque veículos e pessoas estão proibidas de passar pela divida entre os dois Estados.

A informação foi repassada por internautas que estão no local.

Nas imagens mostram várias pessoas saindo de dos ônibus, algumas pessoas usam máscaras, mas a situação é preocupante, já que aglomerações devem ser evitadas, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) e de vários órgãos que acompanham a situação do Covid-29.

No Tocantins dois casos foram confirmados e sobe para 79 o número de casos suspeitos, em 14 municípios, neste domingo (22).

Governo do Maranhão segue adotando um conjunto de ações para prevenir e combater o coronavírus (COVID-19). Uma das medidas tomadas foi o decreto de Estado de Calamidade Pública, editado na última quinta-feira (19), que inclui a suspensão do transporte interestadual de passageiros via ônibus e similares), a partir deste sábado (21), com exceção de regiões integradas ou metropolitanas (como trabalhadores que moram em Timon e trabalham em Teresina), por exemplo.

Houve, ainda, início de barreiras sanitárias no Terminal Rodoviário de São Luís, e nos aeroportos da capital maranhense e da cidade de Imperatriz, onde estão sendo realizadas medidas de controle e prevenção, a partir da aferição da temperatura corporal dos passageiros que chegam ao Maranhão

Aguardamos uma resposta também do Governo do Tocantins para saber quais medidas serão tomadas para que as pessoas no local sejam mantidas em segurança e aguarda uma reposta oficial do Estado.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui